Brasil precisa exigir passaporte da vacina, diz vice-presidente da SBIm

À CNN, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações também falou sobre a redução do intervalo para dose de reforço no país

Produzido por Duda Cambraia*da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN realizada neste domingo (21), a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Isabella Ballalai, afirmou que é necessário que o Brasil exija que turistas estrangeiros estejam vacinados contra a Covid-19.

“Da mesma forma que a gente tem para a vacina da febre amarela, essa exigência da vacinação contra a Covid é muito importante, ainda estamos em uma pandemia. Existem países que não começaram nem a primeira [vacina] e precisamos do mundo inteiro vacinado”, afirmou.

A vice-presidente também falou sobre a necessidade da dose de reforço para os brasileiros e o anúncio do Ministério da Saúde de que o intervalo para dose de reforço será reduzido para 5 meses, além de estipular que todos maiores de 18 anos recebam a nova dose da vacina.

“Não esperávamos que [a dose de reforço] seria adotada nesse momento, era uma demanda nossa e é super bem vinda. A ideia é que precisamos fazer o reforço entendendo que a partir de três meses essa proteção começa a cair”, disse.

Quanto ao reforço para vacinados com a dose única da Janssen, Isabella afirmou que ainda não existem dados de recomendação, apesar de acreditar que será necessária em breve.

“Da mesma que com as outras vacinas a gente entende que tem que ter um reforço, para a Janssen também ficou claro que com o tempo essa proteção cai e, principalmente, com novas variantes, cai mais”.

“O Ministério da Saúde emitiu uma nota técnica e não consta a recomendação da Janssen, mas a gente entende que um reforço deve ser instituído logo, porque é necessário”, afirmou

*(supervisionada por Ludmila Candal)

/ CNN/Reprodução

Mais Recentes da CNN