Waack: Fiasco das prévias do PSDB não é técnico, mas político

Partido teve importância fundamental na passagem da ditadura militar para a democratização, mas foi perdendo importância

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro CNN Poder desta terça-feira (23), na CNN Rádio, William Waack comenta sobre o imbróglio do PSDB para definir o pré-candidato do partido à presidência da República no ano que vem.

“Eu acho que a conclusão é uma só: o fiasco na tentativa de indicar um candidato dessa agremiação política à presidência da República do ano que vem não é causado simplesmente por razões técnicas”, disse Waack.

“Esse partido foi perdendo em importância ao longo do tempo, e nessa troca de geração ocorre esse fiasco que não é técnico, é sobretudo um fiasco político.”

O apresentador citou a importância do PSDB durante alguns momentos recentes da política brasileira, como na passagem da ditadura militar para a democratização, ou na abordagem de temas muito presentes no debate público, como privatizações, papel e reformas do estado, entre outros.

“É difícil a gente imaginar o Brasil de hoje sem levar em consideração o que foram sucessivas gerações de condutores e dirigentes do Partido da Social Democracia Brasileira, o PSDB. O PSDB teve uma importância fundamental”, afirmou.

“O partido está rachado, e isso num momento crucial, num momento no qual forças que querem se contrapor a Jair Bolsonaro de um lado e a Luiz Inácio Lula da Silva do outro, procuram algum tipo de liderança e organização.”

Mais Recentes da CNN