Waack: Entrada de Moro na corrida eleitoral provoca movimentações rápidas

Novas pré-candidaturas e alinhamentos de partidos foram registrados nesta semana após confirmação de que ex-ministro estará na disputa presidencial

Gabriel Fernedada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro CNN Poder desta sexta-feira (26), na CNN Rádio, William Waack analisou os impactos na disputa eleitoral com a confirmação de pré-candidatos à Presidente da República.

Para o âncora da CNN, a confirmação de Sergio Moro (Podemos) como participante da corrida presidencial fez com que novas movimentações acontecessem no cenário político nacional, já visando as eleições de 2022.

“Independentemente de a gente gostar ou não gostar da figura política do Sergio Moro, está provocando uma movimentação muito mais rápida. Está fazendo com que os outros se movam.”

O lançamento das pré-candidaturas de Rodrigo Pacheco, do PSD, e Simone Tebet, do MDB, assim como algumas movimentações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foram exemplos apresentados por Waack sobre as mudança após a candidatura de Moro

“Houve uma série de movimentos por parte do Bolsonaro, por parte do MDB, que está lançando a senadora Simone Tebet, outro nome novo, de impacto na política brasileira. Temos os PSD, Gilberto Kassab é um operador muito astuto, colocando direto Rodrigo Pacheco na corrida. Eles já tiveram que mudar os planos deles”.

Mais Recentes da CNN