Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PL quer auditoria privada nas eleições, lucro da Petrobras e mais de 6 de maio

    Presidente Jair Bolsonaro disse que seu partido combinou a contratação de empresa para auditar votos das eleições de outubro

    Jair Bolsonaro.
    Jair Bolsonaro. Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

    Da CNN

    Ouvir notícia

    A declaração do presidente Jair Bolsonaro (PL) em sua live desta quinta-feira (5), de que seu partido irá contratar uma empresa para fazer uma auditoria nas eleições, e o lucro líquido de R$ 44,5 bilhões da Petrobras no primeiro trimestre de 2022, que Bolsonaro chamou de “estupro”, estão entre os destaques desta sexta-feira (6).

    Bolsonaro diz que seu partido vai contratar empresa para fazer auditoria nas eleições

    Em live transmitida de João Pessoa (PB) nesta quinta-feira (5), Jair Bolsonaro (PL) disse que combinou com seu partido a contratação de uma empresa para fazer uma auditoria nas eleições. Segundo o presidente, a organização a ser contratada vai pedir informações ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

    “Estive com o presidente do PL há poucos dias e nós contrataremos uma empresa para fazer auditoria nas eleições. A empresa vai pedir ao TSE algumas informações. O que pode acontecer? Essa empresa que faz auditoria no mundo todo, empresa de ponta, pode chegar à conclusão que, dada a documentação que se tem na mão, dado ao que já foi feito, ela pode falar que não foi auditável. Olha a que ponto vamos chegar”, afirmou Bolsonaro.

    Ainda na transmissão, Bolsonaro afirmou que a lei permite a auditoria por parte dos partidos.

    Petrobras tem lucro de R$ 44,6 bilhões no primeiro trimestre de 2022; Bolsonaro chama número de “estupro”

    A Petrobras registrou um lucro líquido de R$ 44,5 bilhões nos primeiros três meses de 2022. O resultado representa um salto de rentabilidade superior a 3.000% em comparação com o mesmo trimestre de 2021, quando a estatal teve um ganho de R$ 1,3 bilhão, impactada pela pandemia de Covid-19. O balanço financeiro foi divulgado pela companhia, nesta quinta-feira (5).

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) classificou, durante uma live transmitida em suas redes sociais, nesta quinta-feira (5), os lucros da Petrobras como um “estupro”. O presidente disse ainda que a estatal “não pode mais aumentar o preço dos combustíveis, isso é um crime”.

    Prefeitura de SP suspende pagamento pelo show da cantora Daniela Mercury

    Em nota enviada à imprensa no início da noite desta quinta-feira (5), a Prefeitura de São Paulo anunciou que suspendeu cautelarmente o pagamento do show realizado pela cantora Daniela Mercury no último domingo (1º), nas comemorações pelo Dia do Trabalhador.

    O evento teve a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de outros líderes políticos, além de diversas manifestações a favor da pré-candidatura do petista ao Palácio do Planalto. O objetivo da suspensão é verificar se a contratação está de acordo com as regras vigentes, “nas quais é vedada a manifestação político-partidária”.

    Inteligência dos EUA ajudou Ucrânia a afundar navio de guerra russo no Mar Negro

    Quando a Ucrânia atacou com sucesso o navio de guerra da Rússia no mês passado com mísseis de cruzeiro, contou com alguma ajuda dos Estados Unidos.

    As forças ucranianas, ao avistarem um navio de guerra russo no Mar Negro, acionaram seus contatos americanos para confirmar que era de fato o Moskva, disseram fontes à CNN. Os EUA então responderam que sim e forneceram informações sobre sua localização.

    Não está claro se os EUA sabiam que a Ucrânia iria atacar o navio, e não se envolveram nessa decisão, disseram as fontes.

    Heleno admite conversa com CIA, mas nega que tenha tratado de eleições

    O ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), Augusto Heleno, durante live com Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (5) disse que é “falsa” a notícia de que um diretor da Agência Central de Inteligência (CIA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos disse a autoridades do Brasil, ano passado, que o presidente deveria parar de lançar dúvidas sobre o sistema eleitoral do país antes das eleições de outubro. A reportagem é da agência Reuters.

    Heleno confirmou que aconteceram conversas com o setor de inteligência americano, porém, que o assunto não foi as próximas eleições, em que Bolsonaro vai concorrer à reeleição.

    Newsletter

    Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

    * Publicado por Léo Lopes

     

    Mais Recentes da CNN