O que se sabe até agora sobre adiamento das prévias do PSDB

Partido vive indefinição sobre a escolha do seu candidato à presidência em 2022 após falha de aplicativo durante eleitção

João de MariDouglas Portoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O representante do PSDB na disputa à Presidência da República em 2022 seria definido no domingo (21), após votação das prévias — única anunciada por partidos no Brasil — da sigla.

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, João Doria, governador de São Paulo, e o ex-senador pelo Amazonas Arthur Virgílio Neto disputam os votos de 44.697 afiliados e mandatários inscritos.

No entanto, o processo, realizado de maneira remoto e presencial, foi paralisado após uma falha no aplicativo que impediu que diversos filiados do partido votassem.

Nesta segunda-feira (22), o PSDB afirmou que concluirá as prévias até o próximo domingo (28). O governador do Rio Grande do Sul, porém, declarou que “não há acordo” sobre a conclusão da votação das prévias da sigla à Presidência da República no ano que vem, e que nota do partido está “equivocada”.

Confira o que se sabe até agora sobre adiamento das prévias do PSDB

Por que realizar as prévias

Segundo o presidente do PSDB, Bruno Araújo, em entrevista à CNN, em 22 de novembro, a escolha das prévias são “inovadoras” e torna o processo mais democrático para a escolha do candidato ao Palácio do Planalto, se comparado a outros partidos.

Paralisação da votação

A votação das prévias foi paralisada, no domingo (21), por volta das 18h, após o aplicativo desenvolvido pela Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FAURGS) apresentar falha.

Os votos realizados presencialmente na urna eletrônica em Brasília foram lacrados.

“Nós temos 65% dos votos colhidos em urna eletrônica do TRE depositados o resultado em envelopes lacrados. Mas precisamos concluir o processo. Independente da disputa que se dá entre três candidatos, nós estamos falando de respeito ao filiado, ao concluir o processo até no máximo no domingo”, justificou Bruno Araújo.

Conclusão da votação será até o domingo (28); Eduardo Leite diz que não houve acordo

O PSDB anunciou, em 22 de novembro, que a votação das prévias será concluída até o próximo domingo, 28 de novembro.

Segundo o partido, a decisão foi tomada em conjunto pela direção do partido e pelos três pré-candidatos. Entretanto, a informação não foi confirmada por Eduardo Leite.

“A gente está diante de um impasse. A nota [divulgada pelo PSDB] está equivocada. […] Não houve esse acordo, até porque não se tem acordo sobre uma ferramenta que não se conhece”, afirmou Leite.

Bruno Araújo, no entanto, rebateu a declaração, dizendo que conversou com Leite antes do anúncio oficial.

“Pode até ter havido uma mudança de posição, mas obviamente eu não sou nenhum leviano e com a responsabilidade que tenho, e com tudo isso que estamos vivendo, estar fazendo qualquer tipo de entendimento este sem ter conversado. Foi devidamente tratado”, anunciou.

Presidente do PSDB diz que falha frustrou o partido

Em entrevista à CNN, Bruno Araújo declarou, em 22 de novembro, que a falha no aplicativo frustrou o PSDB. Segundo o presidente da sigla, deve haver uma definição ainda em 23 de novembro sobre a plataforma.

“Não obstante, da disputa política, que é absolutamente legitima, e faz bem para o processo, dói aqui, dói ali, mas tem tempo para curar com a capacidade de liderança de quem venha a ser escolhido. Claro que ela ficou aguçada com um processo que frustrou o partido e os filiados quando o aplicativo que não entregou a expectativa que nós tínhamos”, afirmou Araújo.

Araújo ainda disse que a obrigação do partido é objetiva: “permitir que os quase 40 mil filiados que faltam exerçam seu direito.”

 

Mais Recentes da CNN