Molica: Bolsonaro foi eleito por parte da população, mas precisa governar para todos

No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feria (28), Fernando Molica fala sobre decisão do presidente de manter suas férias apesar do estado crítico da Bahia

Sofia Kercherda CNN*

São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta terça-feria (28), no Novo Dia, Fernando Molica analisa a decisão do Presidente Jair Bolsonaro (PL) de manter suas férias, apesar da situação crítica do sul da Bahia.

Desde o ínicio do mês, fortes chuvas afetaram o sul do estado, que já contabiliza 21 mortos e mais de 31 mil desabrigados. Devido às férias, presidente não deve visitar a Bahia.

Para Molica, essa decisão deveria ser revista. “Claro, o presidente Jair Bolsonaro não é bombeiro. Ele não vai chegar na Bahia e cavar poços, salvar pessoas… esta não é sua função. Mas o papel de representação, de estar junto à população, isso é muito importante”, afirmou.

“Isso mobiliza prefeitos e população, e gera uma sensação de solidariedade que é importantíssima. Não tem jeito: nessa hora, o presidente teria, sim, que estar lá.”

O comentarista também criticou a decisão do presidente de manter as férias não só pela situação na Bahia. “Semana passada, enquanto Bolsonaro estava de folga no Guarujá, o Congresso Nacional discutia o orçamento, uma das peças mais importantes para o ano seguinte”, disse.

O Liberdade de Opinião teve a participação de Fernando Molica e Ricardo Baronovsky. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou de seus funcionários.

*Sob supervisão de Murillo Ferrari

Mais Recentes da CNN