Impasse no PT sobre federação afeta relação com o PSB

Aliados petistas esperam uma definição sobre o vice de Lula apenas para o ano que vem

Isabela Filardida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Neste sábado (11), integrantes do PT organizaram uma reunião para discutir a federação com partidos de esquerda, que divide o número de candidaturas que poderão ser lançadas por cada legenda que estiver nessa aliança. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

O ex-presidente Lula (PT) não compareceu à reunião, pois estava na Argentina para participar de conversas políticas com outros representantes.

Por ser algo bem técnico, a federação se tornou caso de discussão na esquerda. A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou que o momento é de escuta e de convencimento, e que ainda não há uma maioria que apoie fazer uma federação com partidos como o PSB, por exemplo.

Em relação ao PSB, a bancada do partido na Câmara afirma querer participar da federação; a cúpula, no entanto, diz que não.

Uma nova reunião do diretório nacional petista foi convocada para o dia 16, dessa vez com Lula.

Relação entre PT e PSB

Alguns aliados do PT acreditam que o PSB está com muitas exigências. Pernambuco, por exemplo, que é governado pelo PSB, terá candidatura própria.

O ex-prefeito Geraldo Júlio, que já é conhecido no estado pernambucano, é uma opção, apesar de estar sofrendo forte rejeição.

No Espírito Santo, o governador do estado, Renato Casagrande, vai tentar a reeleição e não quer o apoio explícito do PT, por achar que isso não será favorável. Ele, porém, quer que o partido não lance candidatos, o que não deve acontecer, já que o senador Fabiano Contarato foi para o PT e pode se tornar candidato a governador.

Em São Paulo, Fernando Haddad será candidato a governador pelo PT, e concorrerá com Márcio França, que faz parte do PSB.

Com todas essas questões, a discussão em torno de Geraldo Alckmin se tornou etérea. Ele está com outras opções, e poderia ir para o PSD ou para o Solidariedade, sem que o plano de ser vice de Lula fosse descartado.

O PT, no entanto, afirma que para o partido é mais importante definir a federação e os palanques regionais, e que a definição do vice deve vir apenas em fevereiro.

Veja os possíveis candidatos a Presidência da República em 2022

Mais Recentes da CNN