Restrições de circulação para virada já começam a valer no Rio de Janeiro

Entrada de ônibus fretados na cidade já está proibida e Copacabana terá interdições a partir das 7 horas no dia 31

Pontos de bloqueio são montados para impedir a entrada de ônibus e vans fretados no Rio
Pontos de bloqueio são montados para impedir a entrada de ônibus e vans fretados no Rio José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

Beatriz Puente*da CNN

Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O esquema especial de tráfego para o Rio de Janeiro, montado pela Companhia de Engenharia de Tráfego da capital (CET-Rio) já teve início nesta quinta-feira (30). Já está proibida a entrada de ônibus fretados na cidade. São três pontos de bloqueio: na Baixada Fluminense, em Irajá, na zona Norte do Rio, e na saída da Rio-Santos (BR-101), em Santa Cruz, Zona Norte.

O objetivo da prefeitura é dificultar o acesso de um público muito grande durante a virada de ano. A capital terá queima de fogos em 10 pontos distintos, espalhados pela cidade, incluindo a praia de Copacabana, local mundialmente conhecido pela festa de fim de ano. Bairros como Barra da Tijuca, Recreio, na Zona Oeste, e Flamengo, na Zona Sul também terão espetáculos pirotécnicos. Além disso, serão montadas 25 torres do som na orla de Copacabana, que não contará com palcos para shows ao vivo para evitar maiores aglomerações.

Das 26 capitais do país e o Distrito Federal, apenas Rio de Janeiro (RJ) e Boa Vista (Roraima) terão festa de Réveillon, promovida pelas prefeituras.

Em todo o Rio, a CET-Rio atuará com 130 homens, 23 motocicletas e 20 viaturas operacionais, que trabalharão para manter a fluidez do trânsito, coibir o estacionamento irregular, ordenar os cruzamentos, orientar pedestres e efetuar os bloqueios necessários. Também serão utilizados 12 painéis de mensagens variáveis que informarão sobre as alterações no trânsito.

Já na manhã do dia 31, a Avenida Atlântica, em Copacabana, estará com a via da orla interditada a partir de 7h. Às 15, a avenida será totalmente interditada. A partir das 18h, o estacionamento na região passa a ser proibido, com 1.900 vagas a menos, e às 19h só terá acesso à área quem apresentar comprovante de residência, trabalho ou hospedagem. O transporte público será paralisado em Copacabana a partir de 20h e o boqueio total tem início às 22h.

A prefeitura autorizou o funcionamento dos quiosques ao longo da orla carioca. A única restrição será a proibição de cercados que possam fechar o espaço público.

Além de Copacabana, o Aterro do Flamengo também terá interdição para carros, como já é feita aos domingos, a partir das 22h. A CET-Rio recomenda que as áreas de Copacabana, Ipanema, Lagoa e Botafogo sejam evitadas pelos motoristas.

Sob supervisão de Adriana Freitas

Mais Recentes da CNN