Prefeitura de São Paulo estuda suspender obrigatoriedade do uso de máscara

Medida é avaliada pela Secretaria de Saúde e poderia valer somente para áreas externas

Ricardo Nunes (MDB) se diz inspirado em experiências de fora do país
Ricardo Nunes (MDB) se diz inspirado em experiências de fora do país Jhony Inácio - 15.abr.2021/Futura Press/Estadão Conteúdo

Bruno Laforéda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), disse nesta terça-feira (5) que encomendou na segunda (4) um estudo aos técnicos da Secretaria de Saúde para que seja possível eliminar a obrigatoriedade do uso de máscaras na capital paulista, inicialmente, em áreas externas.

O prefeito relata que foi motivado pela experiência de outros países, como Portugal, que tomou a decisão recentemente.

Ainda de acordo com Nunes, os técnicos da prefeitura já formularam um primeiro estudo no qual propõem a retirada das máscaras quando 100% da população acima dos 60 anos já tiver recebido a dose de reforço e 90% da população adulta estiver com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 aplicada.

O prefeito argumentou que a equipe da prefeitura é extremamente técnica e criteriosa e que tomará essa decisão após o cruzamento de vários dados que comprovem a segurança da medida.

Atualmente, 81,75% da população elegível com 18 anos ou mais já tem a imunização completa com duas doses. A aplicação da dose de reforço em pessoas a partir dos 60 anos foi iniciada na segunda-feira (4) na cidade de São Paulo.

Mais Recentes da CNN