Personalidades negras viram nomes de ruas no Porto do Rio

No mês da Consciência Negra, nomes como Milton Santos e Tia Ciata são homenageados

Ruas da região portuária do Rio de Janeiro sejam batizadas com nomes de quatro personalidades negras
Ruas da região portuária do Rio de Janeiro sejam batizadas com nomes de quatro personalidades negras Felipe Beltrame/NurPhoto via Getty Images

Mylena Guedesda CNN*

Ouvir notícia

No mês da Consciência Negra, o prefeito Eduardo Paes determinou, no diário oficial, que ruas da região portuária do Rio de Janeiro sejam batizadas com nomes de quatro personalidades negras. Entre elas, estão o geógrafo Milton Santos, a porta-bandeira Dodô da Portela, a matriarca do samba Tia Ciata e a artista Tia Lúcia.

A região é também conhecida como Pequena África e concentra diversos pontos importantes na celebração da história afro-brasileira. Essas ruas começaram a ser abertas em 2011, durante as obras da revitalização do Porto do Rio. Até então, as vias eram conhecidas pela população somente por códigos, como “Via A2” e “Via G1”, sem qualquer significado para a memória da cidade.

Agora, Tia Ciata, um dos nomes mais influentes para o surgimento do samba carioca e mãe de santo brasileira, será homenageada em um espaço conhecido na capital, entre a Praça Mauá e a Pedra do Sal, onde ela já teve residência.

A diretora do centro cultural Casa da Tia Ciata e bisneta da homenageada, Gracy Mary Moreira, exalta a importância de ter o nome da bisavó marcado na rua.

“Estamos muito felizes com essa honraria, especialmente nesta rua que leva à Pedra do Sal. É uma representatividade não só para nossa família, mas para todo o povo brasileiro, pela contribuição que ela deu para a manutenção do Samba, na época marginalizado. Salve a matriarca do samba!”, afirmou a bisneta.

Já Milton Santos, considerado um dos mais renomados intelectuais do país no século XX, terá seu nome escrito entra a Avenida Francisco Bicalho e a Praça Marechal Hermes.

* Sob supervisão de Maria Mazzei

Mais Recentes da CNN