Bebês vacinados contra a Covid por engano recebem alta em Sorocaba (SP)

Um bebê de quatro meses e outro de dois foram liberados depois de serem internados por reações causadas pela vacina contra a Covid

Vacina da Pfizer contra a Covid-19 foi utilizada por engano no lugar da pentavalente
Vacina da Pfizer contra a Covid-19 foi utilizada por engano no lugar da pentavalente Sandro Araújo/Agência Saúde DF

Bianca CamargoRaphael Coraccinida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A Prefeitura de Sorocaba afirmou que dois bebês que tiveram complicações médicas por conta da aplicação por engano de vacinas contra a Covid-19 receberam alta nos últimos dias.

Segundo o comunicado, o bebê Miguel, de 4 meses, teve alta médica na tarde de sexta-feira (10). E, no início da tarde de sábado (11), foi a vez de Liz Vitória, de 2 meses, ser liberada. Ambos estão com seus familiares.

Vacinação por engano

Ana Cláudia Mugnos Riello, microempresária e mãe da menina Liz Vitória, de 2 meses, contou à CNN que foi até a UBS Nova Sorocaba no dia 1º de dezembro para a consulta e aplicação da vacina pentavalente, mas, depois, médicos e enfermeiros identificaram que acabou sendo aplicada a dose da vacina contra a Covid da Pfizer.

No mesmo dia, Kethillyn Fernanda levou o filho, Miguel, para uma vacinação de rotina na mesma unidade de saúde que Ana Cláudia e Liz foram atendidas, e pela mesma enfermeira. Novamente, a pentavalente foi substitúda pela vacina contra a Covid da Pfizer.

No dia seguinte, o secretário da Saúde foi até a casa de Kethillyn para informar o erro da enfermeira e um carro da Prefeitura levou o bebê para internação.

Liz teve febre e vômito e Miguel ficou com as pernas inchadas, a boca roxa e dificuldades para respirar. Ambos passam bem.

Com informações de Ana Carolina Nunes e Carolina Figueiredo, da CNN

Mais Recentes da CNN