Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Nenhum dano foi causado aos reatores da usina nuclear, diz agência da ONU

    Tropas russas tomaram controle da usina nuclear de Zaporizhzhia, no sudeste da Ucrânia; houve incêndio em prédio próximo ao complexo do reator principal

    Imagem mostra o momento em que proximidades da usina são atingidas
    Imagem mostra o momento em que proximidades da usina são atingidas Reprodução

    François Murphyda Reuters

    Ouvir notícia

    Os reatores da usina nuclear ucraniana de Zaporozhzhia não sofreram danos e não houve vazamento de material radioativo depois de um projétil atingir um prédio próximo durante a noite, disse nesta sexta-feira (4) Rafael Grossi, diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), ligada à Organização das Nações Unidas (ONU).

    Dois membros da equipe de segurança ficaram feridos quando o projétil atingiu o prédio durante a noite, depois que as autoridades ucranianas relataram uma batalha com tropas russas perto da maior usina de energia da Europa, que está operando com apenas uma pequena fração de sua capacidade – apenas uma de suas seis unidades ainda está funcionando.

    “O que entendemos é que este projétil é um projétil que vem das forças russas. Não temos detalhes sobre o tipo de projétil”, disse o chefe da AIEA, Rafael Grossi, em entrevista coletiva.

    O Ministério da Defesa da Rússia atribuiu a responsabilidade do ataque a “sabotadores” ucranianos.

    Grossi mostrou uma foto aérea da instalação com o prédio de treinamento que foi atingido próximo, mas claramente separado da fileira de edifícios do reator.

    Chefe da Agência Internacional de Energia Atômica, Rafael Grossi, fala à imprensa nesta sexta-feira (4) sobre incêndio após ataque perto de usina nuclear. / Reuters

    O sistema de monitoramento de radiação no local estava funcionando normalmente e não houve liberação de material radioativo, disse Grossi.

    Ele sugeriu um encontro com autoridades russas e ucranianas na extinta usina de Chernobyl, onde a Rússia apreendeu as instalações de resíduos radioativos perto do local do pior acidente nuclear do mundo em 1986, para que eles pudessem se comprometer a não fazer nada para pôr em perigo a segurança nuclear na Ucrânia.

    Apesar dos repetidos apelos de Grossi, a equipe de plantão em Chernobyl não foi trocada desde que foi apreendida na semana passada. A situação em Zaporozhzhia era semelhante, pois a Rússia a controla, mas a equipe ucraniana continua a operá-la.

    “Por enquanto, é puramente uma equipe ucraniana que está executando as operações lá. O que temos neste caso, enquanto falamos esta manhã às 11h45, o que temos está em Chernobyl e em Zaporozhzhia, temos o controle efetivo do local nas mãos de forças militares russas. Espero que a distinção seja clara”, disse Grossi.

    Mais Recentes da CNN