Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Autoridade de Kherson afirma que russos abusam de civis que querem sair

    Autoridade relatou "revista muito completa", com soldados russos "forçando os homens a se despir procurando tatuagens"

    Refugiados da Ucrânia chegam à Polônia
    Refugiados da Ucrânia chegam à Polônia Christoph Reichwein/picture alliance via Getty Images

    Tim Listerda CNN

    Ouvir notícia

    Civis que tentam deixar Kherson, ocupada pela Rússia, estão sendo perseguidos e bloqueados pelas forças russas, segundo autoridades ucranianas.

    Yurii Sobolevskyi, vice-chefe do Conselho Regional de Kherson, disse à televisão ucraniana na sexta-feira (6) “A saída da cidade é complicada. Há alguns casos em que as pessoas conseguiram sair, mesmo de ônibus, mas a maioria das pessoas voltou.”

    Sobolevskyi afirmou que “há casos em que [as forças russas] cometem abusos nos postos de controle: revista muito completa, forçando os homens a se despir, procurando tatuagens”.

    Soldados russos frequentemente verificam civis ucranianos em busca do que consideram tatuagens nacionalistas e neonazistas.

    Sobolevskyi disse que as conexões móveis e o acesso à internet foram restaurados para que as pessoas em Kherson pudessem se comunicar com suas famílias em outras partes da Ucrânia.
    Ele disse que os russos estão tentando introduzir o rublo em uma base experimental em algumas comunidades.

    Kherson, no sul, foi a primeira cidade ucraniana a cair sob controle russo e, desde então, muitas pessoas tentam fugir. Nas últimas semanas, acusações angustiantes de estupro e brutalidade nas mãos das forças russas surgiram na região.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN