Waack: PEC dos Precatórios aumentará o buraco do teto de gastos

Apesar da aparência de dar assistência para a população, no fundo a medida é uma licença para gastar em ano eleitoral

Da CNN

Ouvir notícia

No quadro CNN Poder desta quarta-feira (10), na CNN Rádio, William Waack analisa aprovação do texto-base da PEC dos Precatórios, em segundo turno, na Câmara dos Deputados.

“A abertura do tal ‘espaço fiscal’ para o governo federal tem a ver com um truque, é a maneira encontrada para criar mais buraco no teto de gastos – que está bem esburacado”, disse Waack.

Para ele, apesar da aparência de dar assistência para a população – e não há dúvida que isso é necessário já que o Brasil conta com milhões de pessoas em situação miserável – “no fundo a PEC é uma licença para gastar em ano eleitoral”.

“Isso é irresistível para os políticos. Mas o cenário ainda é muito confuso. Isso porque entre as próprias Casas do Legislativo não está claro como vai caminhar. Nem quantos interesses trabalham e puxam para cada lado”, disse.

Waack também disse considerar justo o apelido pejorativo de “PEC do Calote”, como alguns tem se referido à PEC dos Precatórios.

“Os políticos que nós elegemos estão mudando a Constituição para dizer que aquilo que transitou em julgado, ou seja, uma dívida que o governo reconheceu, apelou, mas perdeu, não será pago como deveria – isso é calote, não tem outro nome.”

Mais Recentes da CNN