Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Reforma administrativa: Deputado do Novo defende ‘moralizar salário de servidor’

    "A Constituição já prevê que ninguém deve receber acima do teto remuneratório", disse o deputado federal que comanda a frente parlamentar da reforma

    Da CNN, em São Paulo

    Ouvir notícia

    O deputado federal Tiago Mitraud (Novo-MG), que comanda a frente parlamentar da reforma administrativa, entende que ninguém deve receber acima do teto remuneratório. “Se falarmos de regras de progressão de carreira ou supersálarios, não vejo porque não valer para os atuais servidores”, falou em entrevista à CNN nesta quarta-feira (2).

    “A Constituição já prevê que ninguém deve receber acima do teto remuneratório. Foram criados subterfúgios para isso ao longo dos últimos anos, e a gente tem que moralizar essa questão para todos os servidores”, continuou. O parlamentar também disse haver um entendimento majoritário no Congresso de que as regras de estabilidade não devem valer para os servidores da ativa. 

    O governo pretende encaminhar a proposta de reforma administrativa ao Congresso nesta quinta-feira (3). Conforme anteciparam os analistas de política da CNN Fernando Molica e Thais Arbex, na véspera da apresentação do projeto a equipe econômica ainda avalia a inclusão de uma medida que afetaria os atuais servidores, a possibilidade de cortes de até 25% na jornada de trabalho e nos salários. Isto, no caso de uma grave crise financeira no governo federal.

    Na avaliação do parlamentar, o Congresso tem se mostrado “bastante reformista” e, segundo ele, existe uma ampla maioria para se debater e aprovar uma reforma administrativa. “Já estamos há um ano esperando o envio de uma reforma administrativa, mas, na verdade, faz 20 e poucos anos que a última discussão séria de modernização da máquina pública aconteceu”, argumentou.

    Assista e leia também:

    O que é a reforma administrativa e o que muda para os servidores públicos?

    Maia não descarta votar reforma administrativa em dezembro

    Reforma Administrativa: texto prevê mais autonomia para enxugar máquina pública

    Corte de salários de atuais servidores é discutido por equipe que estuda reforma

    Tiago Mitraud
    O deputado Tiago Mitraud (Novo-MG)
    Foto: CNN (02.set.2020)

    O deputado do Novo falou ainda sobre o diálogo com o poder Legislativo e Judiciário para promover reformas nas suas estruturas. De acordo com ele, mudanças na estrutura interna, como as regras de carreira, precisam vir de cada poder.

    Ele contou que hoje ocorreu uma reunião com líderes da Câmara e que o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), apresentou diretrizes para uma reforma administrativa da Câmara. Desta forma, ele imagina que, com o Executivo enviando a sua proposta e a Câmara fazendo a sua, o Senado e o Judiciário podem se inspirar para preparar reformas parecidas. 

    (Edição: Leonardo Lellis)

    Mais Recentes da CNN