Recurso da Tesla que permite jogar com carro em movimento gera investigação

Órgão dos EUA está investigando a Tesla por pelo menos 11 acidentes envolvendo carros com tecnologia de direção automática da empresa

Recurso disponibilizado no painel de carros da Tesla permite jogar videogames
Recurso disponibilizado no painel de carros da Tesla permite jogar videogames Tesla/Divulgação

Chris Isidoredo CNN Business

Ouvir notícia

Os reguladores federais de segurança dos Estados Unidos estão investigando a Tesla por um recurso que permite aos motoristas jogar videogames enquanto o carro está em movimento.

A documentação da investigação, divulgada na quarta-feira (23) pela Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário (NHTSA, na sigla em inglês), afirma que o recurso, conhecido como “Passenger Play”, está disponível para os motoristas desde dezembro de 2020.

Os jogos aparecem em uma tela sensível ao toque no painel do carro, e são destinados aos passageiros. Mas nada impede que os motoristas brinquem enquanto o carro está sendo dirigido, de acordo com a documentação associada à investigação.

Antes de dezembro de 2020, a jogabilidade era habilitada apenas quando o veículo estava estacionado, diz o documento de investigação da NHTSA.

Mesmo que o videogame esteja sendo jogado por um passageiro e não pelo motorista, ele “pode ​​distrair o motorista e aumentar o risco de acidente”, de acordo com a NHTSA.

A Tesla tem desafiado os limites no fornecimento de recursos de assistência ao motorista que permitem que seus carros diminuam ou aumentem de velocidade, e até mesmo mudem de faixa, sem a participação ativa do motorista.

A empresa alerta que os motoristas que usam esses recursos, conhecidos como “Autopilot” e “FSD”, para direção autônoma, devem ficar alertas e manter as mãos no volante. Mas a Tesla foi criticada por tornar mais fácil para os motoristas não prestarem atenção, bem como por uma série de acidentes envolvendo carros no modo de piloto automático.

A NHTSA está investigando a Tesla por pelo menos 11 acidentes envolvendo carros usando seu piloto automático ou outros recursos de direção autônoma que colidiram com veículos de emergência ao chegar à cena de um outro acidente. Esses 11 acidentes foram responsáveis ​​por 17 feridos e uma morte, segundo a agência.

Os reguladores dos Estados Unidos estão destacando a direção distraída como um grande risco à segurança nas estradas americanas. A NHTSA estima que 3.142 pessoas morreram em acidentes envolvendo motoristas distraídos em 2019.

A investigação do “Passenger Play” começou após uma reclamação registrada em novembro por um proprietário não identificado da Tesla. A denúncia disse que o recurso permite jogar videogame e navegar na internet enquanto o carro está sendo dirigido.

“Os videogames são supostamente restritos apenas aos passageiros. A navegação na internet está disponível para qualquer pessoa a qualquer momento”, diz a denúncia.

“Por que um fabricante tem permissão para criar um vídeo ao vivo inerentemente distrativo que ocupa 2/3 da tela em que o motorista confia para ver todas as informações do veículo? A NHTSA precisa proibir todos os vídeos ao vivo no banco da frente e toda a navegação interativa ao vivo enquanto o carro está em movimento. Criar uma distração perigosa para o motorista é uma negligência imprudente”.

A Tesla, que raramente responde a perguntas da mídia, não respondeu a um pedido de comentário sobre a investigação ou o recurso de videogame.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN