Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Orçamento 2022: desoneração da folha gera novo embate entre governo e Congresso

    Conforme apuração da analista de política da CNN Thais Arbex, técnicos do governo teriam levantado a hipótese de o valor dos gastos previsto para o ano que vem estar subestimado

    Ligia Tuondo CNN Brasil Business

    Ouvir notícia

    O valor previsto para os gastos do governo em 2022 — previsto na lei orçamentária aprovada pelo Congresso Nacional nesta semana –, tem levantado dúvidas da equipe econômica, conforme apuração da analista de política da CNN Thais Arbex.

    Segundo a analista, técnicos do governo teriam levantado a hipótese de o valor estar subestimado. Um dos “buracos” nessa conta se refere à prorrogação da desoneração da folha de pagamento.

    Segundo os cálculos do Ministério da Economia, seriam cerca de R$ 5,8 bilhões que não estariam previstos no Orçamento de 2022 para o custeio desse projeto de desoneração, que beneficia 17 setores da economia.

    Essa questão tem gerado um duro embate entre parlamentares e governo, segundo pessoas bastante próximas ao ministro Paulo Guedes e de integrantes do Congresso ouvidas por Arbex.

    De um lado, a equipe econômica diz que o Congresso não previu esse gasto. De outro, o o Congresso diz que é a equipe econômica que está tentando encontrar uma desculpa para não prorrogar a desoneração.

    A lei orçamentária ainda depende de uma sanção presencial. Neste momento, há pessoas dentro da equipe econômica dizendo que o único caminho é o veto do presidente Jair Bolsonaro. No Congresso, estão dizendo que, se vier o veto, será derrubado.

    Em sua tradicional live de quinta-feira, Bolsonaro declarou: “Nós vamos sancionar o projeto que fala da desoneração da folha. Atinge, se eu não me engano,17 categorias. Também será sancionada a isenção de IPI a taxistas.”

    Mais Recentes da CNN